No passado dia 3 de Abril 2012, 40 pessoas assistiram à palestra de Álvaro Fonseca do Movimento GerAções no Funchal. Foi uma palestra muito inspiradora em que o Álvaro lançou-nos o desafio ‘de sermos como o colibri que faz o melhor que pode para salvar a sua floresta!’ (Ver filme) Como seria o mundo se fossemos todos como este colibri?

O Renascer da Cidadania por Álvaro Fonseca (Movimento GerAções)

O momento actual caracteriza-se por uma complexa confluência de crises cujas componentes mais evidentes são a económico-financeira e a ambiental. No entanto, assiste-se a uma progressiva tomada de consciência pelos cidadãos de que se trata acima de tudo de uma profunda crise de valores, de percepção e de modelo de sociedade.

Algumas das faces visíveis dessa tomada de consciência são, por um lado, as iniciativas de construção de auto-suficiência e sustentabilidade locais (inseridas, por exemplo, no Movimento de Transição), e, por outro, os movimentos cívicos que, espontâneamente e em vários pontos do globo, tomaram as ruas e praças das suas cidades para contestar as profundas desigualdades económicas e sociais provocadas pelas elites políticas e financeiras globais.Estes movimentos têm em comum o facto de serem protagonizadas por cidadãos anónimos que estão a usurpar o protagonismo reservado habitualmente aos partidos, organizações e elites intelectuais.

Nesta comunicação procurarei reflectir sobre as afinidades e as divergências entre estes movimentos e tentarei transmitir a minha convicção de que estamos perante fortes indícios do renascer de uma nova cidadania global e de que há motivos para manter viva a esperança numa verdadeira mudança rumo à re-humanização da sociedade.

Álvaro Fonseca

Nasceu e viveu em Lisboa grande parte da sua vida. Após formação inicial em Eng.ª Química e Biotecnologia, enveredou por uma carreira académica como docente universitário e investigador na área da Microbiologia. Nos últimos anos iniciou um processo de tomada de consciência e de transformação pessoal que o levou a descobrir as reflexões de variados autores e pensadores sobre o estado do mundo e o rumo de insustentabilidade que a humanidade tem vindo a trilhar. Neste processo foi tomando contacto com pessoas e movimentos que partilham essa tomada de consciência e a vontade de contribuir para a transformação que querem ver na sua comunidade e no mundo à sua volta

Advertisements