“Com a persistência da crise e com a incapacidade demonstrada por economistas, políticos e governantes para a debelar, pouco a pouco, as pessoas começam a dar-se conta de que o mundo está a mudar de uma forma irreversível, e que esta não é uma crise como as outras. Começam a perceber e a acreditar que esta “crise veio para ficar”, e começam a olhar de forma diferente para o futuro. E muitos, sem esperar que algo de pior aconteça, começam a querer moldá-lo com as suas próprias mãos. Surgem assim as iniciativas de Transição – um grupo de pessoas empenhadas, interessadas no bem comum e não em obter proveito próprio, que se formam e informam para que se vença a inércia do “deixa andar, que quem vier atrás resolva” e a Transição comece: uma mudança para uma vivência mais sustentável, promovendo a produção e o comércio local, respeitando a natureza e as pessoas, e delas aproveitar o melhor sem as prejudicar, diminuindo gradualmente os consumos energéticos (…).

Dá trabalho, e não dá dinheiro, mas seguramente compensará a quem se preocupe com o futuro das gerações futuras.”

Vivemos em tempos extraordinários. Com pessoas extraordinárias. E podemos “transitar” para um Mundo cada vez mais Sustentável. A Mudança começa com cada um de nós.

Dia 21 de Setembro, pelas 20h30, no Espaço 116, com a Exibição do Filme Transição 2.0 venha descobrir iniciativas de transição nacionais (aldeia das amoreiras sustentável) e internacionais, de pessoas comuns que estão a fazer actividades extraordinárias pelas suas comunidades. Segue-se um círculo de discussão e partilha de ideias. Os lugares são preenchidos por ordem de chegada. Seja pontual. “O futuro começou ontem e já estamos atrasados”.

Uma iniciativa do Grupo Transição na Madeira. Sugestão de donativo (1-2euros).

(Foto tirada na Aldeia das Amoreiras – Uma Iniciativa de Transição em acção!)

Advertisements