Descrever toda a riqueza, possibilidades das Danças Tradicionais Europeias numa iniciativa de Transição, fica muito aquém das palavras… É muito mais do que um simples projeto de danças… aqui enfrentam-se desafios, constroem-se oportunidades, encontram-se alternativas, aprofundam-se laços, fortalecem-se equipas, distribuem-se sorrisos e risos…

Tudo isto já começa nos ‘bastidores’, na logística e preparação das actividades…

Para conseguirmos ter o workshop intensivo de danças tradicionais europeias com o Matias a um preço acessível, tentamos desencantar espaços a custo reduzido, inventar sistemas de som onde não existem e ainda permitir que voluntários possam usufruir do workshop sem pagar.

Assim, um dia antes do Workshop, 6 pessoas (organização e voluntários) foram arranjar o jardim do espaço onde ia decorrer o workshop. É isso mesmo, de podões, tesouras, vassouras, fomos bem cedinho para o local e desbastamos de tal forma o matagal que o espaço ficou irreconhecível. Trocas e baldrocas, foi possível que alguns voluntários usufruíssem do workshop a custo zero.

matagl2
(vista geral do jardim antes da limpeza)

matagal3

aposcorte2

(vista geral após a limpeza – é possível ver os dois bancos de jardim e as escadas que estavam escondidos no matagal! )

‘Há muito que a Madeira precisava de um Grupo de Danças como este’, dizem…

Sorrimos, tirando o Alexandre que está connosco até Fevereiro, nenhum de nós teve aulas de danças, músicas europeias. Mas divertimo-nos tanto e vamos buscar aqui entusiasmo, coesão na equipa do Grupo Transição Madeira para os outros projetos em curso, que decidimos meter mãos-à-obra e aprender por nós próprios este tipo de danças.

Por isso apostamos no Workshop Intensivo de Danças Tradicionais europeias do Matias da Tradballs. Num fim-de-semana único, o Matias ensinou-nos cerca de 25 danças, fez-nos sorrir e rir, e acima de tudo acreditar que é possível vir a dançar a Mazurca como nunca ninguém dançou! 🙂

WS_Matias1

WS_Matias2

Então, agora todas as quintas-feiras lá vamos nós, por nossa conta e risco e com a supervisão do Alexandre continuar a praticar o que aprendemos. Todos são bem-vindos, é aberto a toda a gente, mesmo quem não foi ao workshop. Mais informações no grupo do facebook ‘Europeias Madeira’ em: http://www.facebook.com/groups/283224175118505/

Até estamos a tentar implementar um sistema de boleias. Em vez de cada participante trazer o seu carro a ideia é partilharmos os recursos, gastar menos gasolina, poluir menos and so on… nós agradecemos, o planeta agradece! Ou simplesmente incentivar a que cada participante traga a sua garrafa de água…

Por isto tudo, e tudo o que não foi dito, não há palavras para explicar tudo o que é possível e impensável com as Danças Tradicionais Europeias… O Mundo em Transição está à nossa espera! 🙂

Anúncios